EAP

Escola de Administração Pública do Amapá

Acessibilidade: A+ A() A-

 NOTÍCIAS

Gea inicia curso de formação para 300 candidatos ao concurso da polícia militar

Por: Andreza Teixeira - 21/06/2018 - 09:04

Foto: Sem Autor da Midia

Foto: Márcio Pinheiro / Secom Solenidade que marcou o início do Curso de Formação de Soldados ocorreu nesta quarta-feira, no Teatro das bacabeiras

Uma solenidade marcou a aula inaugural do curso de formação para candidatos ao cargo de soldado da Polícia Militar do Estado do Amapá (PM/AP). Estão matriculados na qualificação 300 alunos aprovados nas fases anteriores do concurso público realizado pelo Governo do Estado do Amapá (GEA) para aumentar o efetivo da instituição. O evento ocorreu nesta quarta-feira, 20, no Teatro das Bacabeiras, em Macapá. O Curso de Formação de Soldado acontecerá no quartel do Comando Geral da PM/AP e terá duração de seis meses; durante a qualificação, o soldado PM - 2ª Classe - receberá vencimentos de R$ 2.570,00. O aluno que não tiver aproveitamento mínimo será eliminado.

A secretária de Estado de Administração, Suelem Amoras, explicou que, em 2015, o Governo do Estado iniciou um levantamento em relação ao pessoal das polícias Civil e Militar; neste período, a crise econômica se intensificou em todo o país, gerando reflexos no Amapá. Mesmo assim, em 2017, ao primeiro sinal de melhorias no cenário econômico, o GEA decidiu lançar os três editais para aumentar os efetivos das polícias Militar, Civil e Técnico-Cientifica (Politec).

“Graças a essa decisão, estamos aqui, hoje, iniciando o Curso de Formação, que é um primeiro passo para promover a recomposição da Polícia Militar”, afirmou a secretária. Ela ressaltou que o Poder Executivo estadual está prestes a lançar os concursos públicos voltados à Fundação da Criança e Adolescente (Fcria), Instituto de Administração Penitenciária (Iapen) e Grupo Gestão Governamental. A secretária acrescentou que estas decisões são baseadas em estudos fiscais e planejamento.

O secretário de Estado da Justiça e Segurança Pública (Sejusp), coronel Carlos Souza, representou o governador Waldez Góes durante a solenidade. O gestor mencionou que, mesmo em um período de instabilidade econômica nacional, o Amapá vem conseguindo manter em dia o pagamento dos seus servidores públicos e realizar concursos para aumentar o efetivo em áreas primordiais – como é o caso da segurança pública.

“A ideia é que, quando estiverem atuando, estes novos policiais possam estar nas ruas das nossas cidades para prevenir crimes. Precisamos fazer com que a população se sinta segura com a presença destes homens e mulheres atuando em nosso sistema de segurança pública”, enfatizou o secretário.

Para o comandante da PM/AP, coronel Rodolfo Pereira, o aumento do efetivo da Polícia Militar complementa as melhorias que o governo estadual vem implementando na instituição. “O reforço de nosso contingente inicia em um momento no qual temos uma frota de veículos quase que totalmente renovada; também renovamos toda a munição da Polícia Militar em todo o Estado, além disso não se falta colete balístico para proteção individual do policial militar. Todo esse investimento visa atender à população amapaense da melhor forma possível”, afirmou o comandante.

A biomédida Jamaira Carvalho, 29 anos, é uma das candidatas que participa do Curso de Formação de Soldado. Ela conta que se tornar servidora pública era um antigo sonho, especialmente devido à estabilidade; o desejo fortaleceu-se em 2012, quando ela começou a prestar concursos públicos. A dedicação nos estudos da jovem a levou a obter aprovação no certame da PM/AP.

“Minhas expectativas para esta última etapa do concurso são as melhores possíveis. Nossos instrutores são pessoas qualificadas e, por isso, eu sei que nós estamos em boas mãos. Acredito que vamos ser orientados de forma a desenvolver nosso trabalho com eficácia e responsabilidade”, disse a jovem.

Curso de Formação

O Curso de Formação de Soldado será ministrado por 90 instrutores do Centro de Formação e Aperfeiçoamento (CFA) da PM/AP. Os alunos terão a possibilidade de estudar disciplinas como defesa pessoal, técnicas de abordagem, tiro defensivo e preservação da vida, direitos humanos, direito penal, direito constitucional, direito militar, relacionamento com a mídia, ética e cidadania, libras, educação física, entre outras cujo objetivo é tornar o candidato preparado para atuar como policial militar. Os alunos utilizarão uma plataforma digital como meio pedagógico de ensino.

Para o comandante do CFA, tenente-coronel Costa Júnior, o curso proporcionará aos candidatos uma grande experiência pessoal e instruções das mais variadas áreas do conhecimento, além disso, conhecerão os equipamentos e procedimentos operacionais da corporação. “Todo esse arcabouço relacionada a nossa profissão serão executadas e repetidas inúmeras vezes, uma vez que acreditamos que a repetição até a exaustão leva à perfeição. O CFA é o berço onde se aperfeiçoa nossa tropa; é a escola que ensina como devem ser executadas as atividades da PM/AP”, afirmou o tenente-coronel.

Conforme edital do certame, ao concluir Curso de Formação de Soldado, o candidato aprovado estará apto para atuar como policial militar em qualquer munícipio do Estado com unidade da PM/AP, conforme necessidade da instituição.